Google+ Followers

sábado, 12 de janeiro de 2013

A Título do Chão

Quero tudo e não quero nada...
Quero preencher linhas, quero revolver a terra molhada... molhada da chuva que cai lá fora, quero ar, quero vida, quero quem me queira...
Cansei de me sentir sozinha, cansei de sorrir o tempo todo e rir de piadas sem graça. Cansei dos homens, cansei das mulheres, cansei das crianças... só não cansei dos velhos: fontes de sabedoria e experiências, loucos por conversa e atenção, carinho e amor...
AMOR... é o que todos buscam e eu, vira e mexe, tropeço em alguém que acho que posso amar, mas na verdade não passo de uma menininha ingênua que nada sabe e que muito menos sabe amar. No máximo sabe conjugar o verbo "amar" e no fim é tudo, tudo é "O AMAR".
Ele que nos cria; dos melhores aos piores sentimentos.
A ambição, por exemplo, não passa de amor, assim como o egoísmo e até mesmo o ódio que revela apenas ser o gosto por desgostar de algo ou alguém.
Então, no fim das contas, eu sei amar! Não do jeito que querem ou esperam, mas AMO! ... de uma forma distorcida, mas sei amar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caixa de Textos